28/05/2015

Descubra como você pode ajudar a acabar com a dengue

Legado-de-maria-dengue2

Olá, amiga.

Não está fácil combater a dengue, não é mesmo? É que os mosquitos se reproduzem no mínimo acúmulo de água limpa que tiver exposto e se proliferam facilmente. Nessa época de garoa e chuva constante, se não tomarmos ainda mais cuidado, não será muito difícil perder o controle da situação. É por essas e outras que precisamos conscientizar mais e colaborar para erradicar essa doença. Como ainda não existe vacina contra a dengue, a melhor forma de se evitar a doença é combater os focos para impedir o criadouro do mosquito.

Veja como é fácil fazer a sua parte para proteger a sua família e todos que vivem próximos de você:

– Retirar os pratos dos vasos de plantas ou enchê-los até a borda com areia para não ter acúmulo de água;
– Eliminar do pátio todos os materiais que não estão sendo usados;
– Proteger os ralos com telas milimétricas (malha de 1mm entre nós);
– Limpar semanalmente as calhas;
– Manter bem fechados os recipientes que armazenam água para consumo;
– Intensificar os cuidados durante as chuvas para evitar o acúmulo de água em qualquer recipiente.

Legado-de-maria-dengue1

Segundo o relatório divulgado pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (26), entre março e abril o número de casos de dengue caiu 27% no Brasil, mas o preocupante é que aumentou em 13 Estados e no Distrito Federal neste mesmo período.

No mês de março, considerado o período de pico da transmissão, foram registrados 337,7 mil casos de dengue. Uma verdadeira epidemia. Já em abril o número de casos caiu para 246,6 mil.

Veja o agravante ainda maior, amiga: o Ministério da Saúde também foi notificado de 290 mortes e 505 casos graves no mesmo período de 2015.

Nós, brasileiros preocupados, estavamos com esperança e torcendo para a queda de transmissões desta doença com a chegada do frio, mas infelizmente ocorreu o contrário, houve um aumento nos casos.

 

Veja os Estados onde houve aumento nos casos de dengue:

Roraima, de 55 para 85 casos;

Tocantins, de 2.370 para 2.504 casos;

Piauí, de 1.441 para 1.637;

Ceará, de 7.393 para 12.249;

Paraíba, de 2.502 para 3.602;

Alagoas, 1.712 para 1.773;

Sergipe, de 1.054 para 1.078;

Minas Gerais, de 28.829 para 39.790;

Espírito Santo, de 1.525 para 2.676;

Paraná, de 15.380 para 19.521;

Rio Grande do Sul, de 555 para 1.130;

Mato Grosso do Sul, de 4.560 para 4.799;

Mato Grosso, de 2.473 para 2.861;

Distrito Federal, de 965 para 2.103.

Em comparação ao mesmo período de 2014, houve um aumento dos casos de dengue de 155,5%.

Muito triste!

Vamos colaborar, amiga? Converse com sua família, amigas e vizinhos para colaborarem também.

Espero que eu tenha te ajudado.

Beiiijos,

Maria Célia
20/05/2015

7 dicas para se proteger de doenças respiratórias no frio

Olá, amiga.

Quando o friozinho do outono e inverno chega, o tempo costuma ficar mais seco por que a qualidade do ar acaba piorando e é nessa hora que as doenças respiratórias começam a dar as caras de verdade, nos deixando doentes e atrapalhando toda a nossa rotina. Mas temos como controlar um pouco essa situação, basta criarmos pequenos hábitos diariamente. Veja algumas ideias:

1 – Procure manter os ambientes que você fica mais tempo, sempre arejados;
2 – Lave frequentemente as mãos;
3 – Limpe as narinas com soro fisiológico várias vezes por dia;
4 – Faça exercícios físicos;
5 – Beba muito líquido, principalmente água. Já fiz um post aqui no blog explicando como você pode calcular a quantidade diária ideal de água para você. Para ler, é só clicar aqui.
6 – Nas refeições principais, invista também em bastante verduras e legumes;
7 – No café da manhã e lanches do dia, coma alguma fruta, especialmente as que são ricas em vitamina C.

Espero que você tenha gostado e que eu tenha te ajudado.

Beiiijos,

Maria Célia
19/05/2015

Como cuidar da pele no frio

Senior Lady Wearing Pullover

Oi, amiga.

Recentemente fiz um post aqui no blog falando sobre algumas coisas comuns do dia a dia que acabam com a nossa pele e nada podemos fazer a não ser cuidar diariamente desses estragos.

Uma das coisas que eu não citei naquele post foi as mudanças de temperatura. O frio, por exemplo, é bem prejudicial para a pele e nas épocas mais frias do ano ela precisa de um cuidado mais especial para ficar ou se manter saudável e bonita.

A dermatologista Juliana Neiva diz que essas épocas de frio são muito importantes para cuidar e renovar a pele. Aproveite! Com a queda da temperatura e com o menor índice UV, os tratamentos como laser sublativos, luz intensa pulsada e peeling podem ser realizados com o objetivo para renovação das células.

egado-de- maria- cuidados-pele-inverno9
Embora o índice UV seja menor no outono e inverno, o filtro solar continua sendo indispensável no dia a dia viu, amiga?

A água quente que usamos normalmente para lavar o rosto ou tomar banho também não é boa para a pele, sabia? Ai você me pergunta: “Mas como é que eu não vou usar água quente nesse frio?” Na verdade não é proibido, o ideal é usar com moderação e se possível, morninho já ajuda bastante. Fora isso, antes do banho, você pode usar um óleo nas áreas mais ressecadas e passar hidratante depois de sair do banho.

No último post que escrevi sobre beleza falei do DD Cream, um produto que é ótimo para intensificar a hidratação da pele, mesmo as oleosas, que são mais sensíveis no inverno e correm risco de desenvolver alergias, principalmente se quem a tem mora em grandes metrópoles, aonde a poluíção é mais presente. Para ler, é só clicar aqui.

A Dra Juliana também recomenda que nessa época do ano a gente reforce o cardápio com alimentos que sejam fonte de vitamina D e omega 3, como peixes gordurosos tipo salmão, atum e sardinha e vegetais verde-escuros.

egado-de- maria- cuidados-pele-inverno5

Espero que você tenha gostado e que eu tenha te ajudado!

Beiiijos,

Maria Célia
13/05/2015

7 dicas para acordar com disposição

Senior Woman Stretching in Bed

Olá, amiga.

Às vezes é difícil sair da cama cedo e com disposição para trabalhar, não é mesmo? Ainda mais agora que o friozinho começou a dar as caras. Me diz aí. Quantas vezes você pegou no tranco e engatou a quinta marcha somente no final da manhã? Muitas, não é? Confesso que eu também. Você sabe a causa maior deste problema? A privação do sono. Se privar do sono com certeza te levará a um déficit de memória, alteração de humor, falta de atenção e muitos outros problemas, inclusive de saúde, a sonolência vai acabar sendo o menor dos problemas, viu?

O pneumologista Geraldo Lorenzi Filho, coordenador da Residência Médica em Medicina do Sono do Incor e médico do Laboratório do Sono do Hospital Santa Cruz, em São Paulo refere que “antes, no começo do século XX, dormíamos cerca de nove horas por noite, hoje a média é menor do que sete horas”. Duas horinhas de sono a menos significa muito, lembrando que naquela época não tinha a correria e o estresse de agora.

Outro fator que influencia no sono é a genética. “Também existem aspectos genéticos, pessoas que têm tendência a acordar e dormir muito tarde ou muito cedo. Só que essa é uma porcentagem muito pequena da população”, frisa a pneumologista Sonia Togerio, pesquisadora do Instituto do Sono, da Unifesp, em São Paulo. Dentro da genética, segundo Lorenzi, existem pessoas que tem uma tendência maior a dormir e acordar cedo, enquanto outros dormem e acordam mais tarde. Mas, “a maior parte das pessoas é flexível, pode se habituar a acordar cedo”, ensina Lorenzi.

Além disso, existem aqueles que por natureza dormem pouco e outros que dormem demais, que possuem a dificuldade em acordar cedo pela necessidade do organismo de dormir mais que a média. “Isso é muito individual e pode variar também com a idade”, salienta Sônia.

Recentemente eu escrevi um post aqui no blog com 9 dicas para você ter uma boa noite de sono e consequentemente acordar mais disposta no outro dia. Clique aqui para ler. Além dessa rotininha que você pode fazer ao chegar em casa, tem essa que você pode fazer antes de sair de casa:

1 – Quando o despertador tocar, jamais aperte a opção “soneca” que tanto atrapalha a rotina. Também não coloque o celular para despertar com horários seguidos, por exemplo: 8:00 horas, 8:10 horas, 8:20 horas. No post que falei acima eu expliquei os motivos, portanto, se arraste, mas levante dessa cama, amiga! hahaha

2 – As pessoas não tem costume de se alongar e isso faz um bem danado para o corpo e também te ajuda a deixar a preguiça aonde ela tem que ficar: na cama. Quando se levantar, se espreguice até achar que não precisa mais, se alongue bem e em seguida…

3 – Corra para o banheiro, tire esse pijama e tome um bom banho, ele te ajudará a despertar.

4 – Coloque uma música alegre para tocar enquanto você se arruma e prepara o café da manhã.

5 – Tome café antes de sair de casa – e, se possível, durante o dia -, se você não gostar de café, pode tomar leite com chocolate ou chá. Essas bebidas são estimulantes e te ajudarão a se manter acordada.

6 – Se você gosta e tem tempo de fazer exercícios físicos, faça! Isso certamente te ajudará não só a manter a saúde em dia quanto ficar bem acordada. Se você não tem tempo de fazer atividades físicas de manhã, mas tem à noite, depois do trabalho, aproveite! Mas tem que ser no máximo 3 horas antes de você dormir, senão atrapalhará o seu sono, você não terá uma boa noite e vai acordar acabada no outro dia.

7 – Reserve uns 15 minutinhos após o almoço para “meditar” antes de voltar ao trabalho. Meditar que eu digo é sentar em um lugar confortável e que tenha uma quantidade boa de silêncio (ou que você possa colocar um som agradável nos fones de ouvido como barulho de mar ou chuva) e tentar não pensar em nada, isso ajuda você a descansar mais do que você imagina.

Amiga, se você tem dificuldade de dormir e/ou de acordar bem disposta mesmo praticando todas essas dicas, chegou o momento de você procurar ajuda profissional para maiores orientações e até mesmo para provável uso de medicação.

Espero que você tenha gostado e que eu tenha te ajudado!

Beiiijos,

Maria Célia
11/05/2015

Botas: Veja os estilos que vão bombar no outono/inverno 2015

Oi, amiga.

Já comentei aqui no blog que sou louca por calçados, não é? Já fiz vários posts sobre esse assunto, inclusive você pode acompanhá-los clicando aqui. Um dos estilos de calçados que eu mais gosto, sem dúvidas, é bota. Fico super ansiosa para chegar a temporada do frio para eu usá-las. É nessa época do ano, outono e inverno, que elas bombam de verdade e são unanimidade entre as mulheres.

Veja os modelos das próximas estações:

Botas com franjas

07 bota outono inverno 2015 - legado de maria

legado-de-maria-botas-cano alto-country e boho
As botas com franja são as queridinha das passarelas e das ruas atualmente. A bota de cano curto foi inspirada nas ankle boots do verão, principalmente aquele modelo com franjas que já foi tendência há poucos anos e está de volta agora, nas estações mais frias do ano. Elas trazem um estilo mais boho chic e country para o visual.

09 bota outono inverno 2015 - legado de maria

Este estilo, também inspirado nas ankle boots, para ser usada de forma mais casual. E também podem ser vistas em versões mais sensuais.

08 bota outono inverno 2015 - legado de maria

Botas com Tranças

 

02 bota outono inverno 2015 - legado de maria
Também inspiradas no boho chic, as botas com tranças, também conhecidas como gladiadoras, tem sido bastante vistas por aí, inclusive em versões em couro e saltos mais altos, grossos ou finos. Elas tem um visual mais sexy e ousado, ideal para usar com vestidos, saias ou shorts, diferente de outras botas que também podem ser usadas com calça. Mas essas tranças também podem ser vistas em botas de montaria, como esse exemplo abaixo:

taquilla-bota-montaria-cafe-com-amarracao-legado de maria

Botas militares

legado-de-maria-botas-militar

Os estilos militares de botas, tanto com canos curtos quanto com canos médios, são queridinhos das mulheres já há algumas temporadas, pois são bem confortáveis devido ao salto quadrado. Essas botas tem solados mais pesados, costumam ter tachas e fivelas como destaque.

04 bota outono inverno 2015 - legado de maria
Há quem diga que o estilo é rebelde e rock’n’roll, acho que depende muito de toda a composição do look lembrando, claro, que esse é um estilo de bota que não dá para ser usado com roupa social, por exemplo. Ela pede um estilo mais casual.

Esse estilo rock’n’roll e rebelde você pode conseguir mais facilmente com botas que tem correntes e tachas como destaque, como essa abaixo, por exemplo, que até por serem assim pedem mesmo um visual mais casual.

03 bota outono inverno 2015 - legado de maria

Botas Over the Knee

 

01 bota outono inverno 2015 - legado de maria
As botas over the knee tem cano super longo que vai acima do joelho. São bastante sensuais, talvez por isso ainda não tenha pegado tanto. Mas ficam lindas com saia ou vestido curto e um casaco comprido por cima. Bem “Paris”.

Botas de Montaria

 

bota-de-montaria-legado de maria

As botas de montaria nunca saem de moda. Como os saltos são baixos e às vezes nem tem salto, quem não se familiariza com eles acaba optando por elas. O destaque para as temporadas de outono e inverno são as cores caramelo e whiskey. Também pedem um look mais casual e se você souber combinar, pode até trabalhar com elas em lugares mais formais aonde os saltos finos não são exigidos.

Botas com estampa animal print

bota-estampa-animal-print-legado de maria

As botas com estampas de animais – desde cobras às famosas onças – estão de volta e disponíveis em todos os tipos de botas, seja em detalhes ou até mesmo nela toda. Mas é preciso tomar cuidado para não exagerar na mistura de estampas quando se usa uma peça assim no look. O ideal, nesse caso, é usar peças mais sóbrias no restante do look para não errar.

Amiga, qual a bota que você gostou mais? Eu gostaria de ter um modelo de cada hahaha

Beiiijos,

Maria Célia
Topo